28 Aug 12 por mysticsoulcombr
.Comments Off

Alecrim, um santo remédio.Veja os tantos benefícios do uso desta planta.

Histórico

 

O nome Rosmarinus do latim significa “orvalho que vem do mar”, justificado pelas flores azuladas que inundam as praias do Mediterrâneo, lembrando o orvalho. Além de ser símbolo de fidelidade entre namorados, era usado na Era Medieval para purificar os quartos de doentes. Pela reputação de estimular a memória, conta-se que estudantes gregos usavam ramos de Alecrim nos cabelos, quando submetidos a exames.

Nome científico: Rosmarinus Officinalis

Outros nomes:

alecrim-de-jardim e alecrim-rosmarino

Outros idiomas:

Francês – Romarin

Italiano – Ramerino

Espanhol – Romero

Inglês – Rosemary

Alemão – Rosmarin

Latim – Roris marini

 

Planta aroma forte e agradável e com propriedades estimulantes, o alecrim pertence à família das labiadas e é originário da região do Mediterrâneo, Canárias e Madeira.

 

O alecrim é uma planta cercada de misticismo. Entre os povos grego e romano era tida como uma erva sagrada. Usada como incenso ou carregada como amuleto para atrair bons fluídos, principalmente em casamentos, e afastar mau-olhado, quebranto e inveja. Na Idade Média, era usada como defumador e fumigantes em dormitórios com pessoas enfermas. Também os egípcios usavam o alecrim em seus ritos, visto que os túmulos têm vestígios da planta.

A busca da cura da alma, através do alecrim, também revelou aos povos antigos o caminho para a cura do corpo físico. A versatilidade terapêutica da planta demonstrada nas propriedades analgésica, anti-depressiva, anti-reumática, anti-séptica, anti-espasmódica e adstringente, entre outras.

 

Características da Planta

O alecrim é um arbusto com altura média de 1 metro, muito ramificado, sempre verde, com hastes lenhosas, folhas pequenas e finas em forma de agulha, opostas, lanceoladas. A parte inferior das folhas é de cor verde-acinzentada, enquanto a superior é quase prateada. As flores reúnem-se em espiguilhas terminais e são de cor azul ou esbranquiçada. O fruto é um aquênio¹.

Perene (seca no inverno e rebrota no verão), o alecrim é a planta preferida das abelhas e floresce praticamente o ano todo, geralmente em encostas rochosas e ensolaradas ou ainda em solos seco e arenosos. Não necessita de cuidados especiais nos jardins.

 

Para Plantar:

Cresce bem em ambientes muito ensolarados, e o solo relativamente pobre em vez de prejudicá-lo, deixa a planta mais densa e com perfume acentuado. Por isso, você pode plantar sua mudinha em vasinhos com 20 cm de diâmetro, usando terra comum de jardim. Para obter novas mudas, é só lascar um galho e plantar em solo úmido.

 

Uso na culinária

De sabor fresco e doce, o alecrim confere aroma delicioso a vários pratos, principalmente em carnes (em especial de porco e carneiro) e aves em geral, entrando, também, na composição de molhos, omeletes, sopas e cozidos. Dá, também, sabor especial a batatas e manteigas. No churrasco, espalhe suas folhas sobre as brasas para perfumar a carne.

 

Os italianos não abrem mão dessa erva, muito apreciada para dar sabor ao carneiro, ao cabrito e ao vitelo. Aves assadas, envoltas em ramos de alecrim, são muito também são muito populares. Na Toscana, na Páscoa, consome-se o Pane di Rosmarino, feito de massa branca, levemente adocicada, acrescida de uvas passas, molho de azeite e alecrim, com cobertura de açúcar. Na Provence, sul da França, é usado ainda para o tempero de peixes. É, aliás, uma das três ervas básicas da região. As outras são o tomilho e a segurelha. Faz, também, parte do famoso Herbes de Provence (tempero francês com várias ervas).

 

O alecrim não perde seu sabor no cozimento, como a maioria das outras ervas. Tanto o ramo quanto suas folhas longas podem ser adicionadas às comidas. Sempre devem ser retiradas do prato antes deste ser servido. Misturado em pequenas quantidades às massas caseiras de pão, o alecrim fresco dá um gosto saboroso e exótico a massa, e deixa o pão digestivo e energético.

 

Excelente para aromatizar vinagres e azeites. o alecrim é, também, muito utilizado na decoração de pratos.

 

Vinho com alecrim: Coloque alguns galhinhos de alecrim fresco em um bom vinho tinto e deixe macerar durante 21 dias bem fechado com parafina na rolha. Guarde em lugar escuro, deitado. Quando passar esse tempo, coe e acrescente mel puro à gosto (o mel é opcional). Sirva pequenos cálices antes do jantar. Além de ser ótimo para a digestão, ajuda a clarear as idéias para um novo dia de trabalho.

 

Forma de venda: Pode ser encontrado fresco ou desidratado (seco). As folhas frescas possuem aroma mais puro, sendo preferidas. O alecrim desidratado tem um sabor mais concentrado, portanto é recomendável usar uma quantidade menor.

 

Como escolher e onde encontrar

Fresco: maços e vasinhos de alecrim fresco são encontrados em feiras, mercados e supermercados. Escolha os ramos com as folhas mais viçosas e que não estejam manchadas nem murchas.

Seco: encontrado em supermercados e empórios. Verifique o prazo de validade.

Uso caseiro: Inseticida natural, plantado na horta protege as outras plantas. Ramos de alecrim frescos, colocados entre as roupas defendem-nas de ataque de traças.

Propriedadesmedicinais:adstringente,analgésica,antiasmática,antidepressiva, antidiabética, antiespasmódica, antigripal, anti-hipertensora, anti-inflamatória, antioxidante, anti-reumática, anti-séptica, aperiente, aromática, balsâmica, béquica, calmante, cardiotônica, carminativa, cicatrizante (o pó das folhas), colagoga, depurativa, digestiva, emenagoga, estimulante, estimulante da fecundidade feminina, estomáquica, eupéptica, excitante, narcótica, vasodilatadora, vulnerária, tônica, sudorífica, vasodilatadora, estomacal, febrífuga, tônica do sistema nervoso central, tonificante do útero.

Indicações: afecção (fígado, estomago, intestinos, rins), afecções cefálicas, asma, astenia, bronquite, calvície, cansaço físico e mental, caspa, celulite, cicatrização de feridas, circulação da pele, clorose, colesterol, contusão, convalescença, coqueluche, coração, debilidade cardíaca, depressão ligeira, dermatites seborréicas, dispepsia, dor, dor de cabeça, dor reumática, dor muscular, edemas, entorse, enxaqueca, escrófulas, esgotamento, espasmo, feridas, fraqueza, frigidez, gota, gás intestinal, gastralgia, gripe, hemorróida, hidropsia, histeria, impotência, inapetência, inchaço dos olhos, indigestão, insônia, isquemia, nervosismo, nevralgias, odontalgia, paralisias, pele desvitalizada, poliuria, problemas respiratórios, pulmões, queda do cabelo, reumatismo, rins, rugas, torcicolo, tosse, úlceras, vertigem, vesícula.

Parte utilizada: folhas, flores, óleo essencial.

Chá de Alecrim

Para cada xícara de água fervendo, utilize 4 gramas de folhas de alecrim.

Toma-se depois das refeições. As folhas do Alecrim são recomendadas no estímulo à circulação. Também auxiliam na digestão de gorduras e no combate à dor de cabeça associada com tensão nervosa.

 

O chá do alecrim tem várias finalidades, tratar o colesterol, as dores de dentes ou enxaquecas, as doenças de coração ou mesmo nos casos de celulite.Indicado para stress físico e mental, depressão, gota, reumatismo, facilita a digestão.

Prescrição

Recomendo este chá no intervalo das refeições. Na totalidade, pode beber-se meio litro, diariamente.

Virtudes

Este chá favorece a micro circulação, oxigenação cerebral, estimulando a memória e a criatividade. Alivia dores e espasmos. Fomenta a diurese, contribuindo para a redução de edemas e de celulite. Também pode regular o fluxo menstrual, quando é escasso. Para se obter melhores resultados, utiliza-se no tratamento interno e externo, simultaneamente.

Uso Medicinal:

O alecrim é uma planta que ama o calor e a vida. Ele aquece e estimula o cérebro e o corpo. É ótimo como cardiotônico e ajuda a diminuir os níveis de colesterol no sangue; atua como estimulante, anti-reumático, resolve rapidamente dores de estômago e azias e restitui a energia dos cansados e estressados por muito esforço mental. Por sua qualidade penetrante, é muito eficiente no tratamento de problemas respiratórios, desde o simples resfriado, catarro, sinusite até casos de asma (a inalação é o uso mais indicado). Usado externamente, por sua poderosa ação anti-séptica, é excelente para limpar feridas, principalmente de diabéticos e pessoas que tem dificuldades de cicatrização.

 

*Combate a diabetes e tem propriedades anti-reumáticas.

*Também ativa as funções do pâncreas e estimula a circulação.

*Alguns dizem que tomado quente acalma a tosse.

*Externamente, serve para desinfetar feridas e ajudar na cicatrização.

*Bom para os rins e vesícula e equilíbrio da pressão arterial, auxiliando a boa circulação; auxilia nos estados de depressão, dores reumáticas, digestão, facilita menstruação, combate gota, icterícia é anti-séptico, sedativo, fortalece a memória. Bochechos de infusão são recomendados para aliviar aftas, estomatites e gengivites.

*Para reumatismo, eczemas e contusões: folhas cozidas no vinho usadas externamente.

*Anti-séptico bucal: infusão comum.

*Para sarna: infusão bem forte aplicada externamente.

*Cicatrizante de feridas e tumores: folhas secas reduzidas a pó ou suco.

*Como medicação, só se utilizam folhas de alecrim.

*Galhos floridos secando num vaso na casa estimula a memória.

*Compressas com chá forte de alecrim são ótimas para celulite.

O Alecrim aquece e estimula o cérebro e o corpo, é ótimo como cardiotônico, estimulante, anti-reumático, resolve rapidamente dores de estômago e asias, restitui a energia dos cansados e estressados por muito esforço mental. Também é bom para tosses, bronquites, e problemas respiratórios.

Usado externamente é bom para limpar feridas, principalmente de diabéticos e pessoas que tem dificuldades de cicatrização.

 

Excelente para refrescar músculos e pés cansados. Pode ajudar no combate à caspa e queda de cabelo. É útil para pele flácida, pois o alecrim é um ótimo adstringente. Pode ajudar a combater resfriados, asma, gripe. Um óleo popular em aromaterpia. É estimulante da memória, fortalece e clareia a mente quando há esgotamento.

 

Mistura-se bem com óleo de: lavanda, lavandim, citronela, tomilho, basilicão, menta piperita, petigrain, canela.

O alecrim é usado pela medicina Antroposófica como uma planta calorífica que ativa o sangue sendo indicada para a anemia, menstruação insuficiente, e contribuindo, também, para assimilação do açúcar (nos diabéticos) e para refazer o sistema nervoso depois de uma atividade intelectual.

Efeitos colaterais: Contra indicado para mulheres grávidas e portadores de epilepsia.

Efeitos Energéticos

Diz-se que o alecrim é um “Costurador do Plexo Solar”. Ele restitui rapidamente a energia perdida, dá mais estrutura de trabalho aos que lidam muito com o mental racional, é uma das ervas que ajuda na depressão e estados permanentes de cansaço por problemas emocionais. Ajuda, também, muito as crianças com uma estrutura emocional passiva, as que não respondem de forma concreta às agressões da vida. Aumenta a capacidade de aprendizado. É a planta chave da falta de auto estima. Atua nos desconfiados, nos que não acreditam em si mesmos, nos que não têm coragem de se lançar em novos projetos. É a erva da coragem.

Uso Cosmético

Vinagre de alecrim ou chá bem forte no cabelo depois de lavado estimula a saúde dos folículos capilares e evita a calvície (escurece os cabelos também, então não é indicado para loiros). Na pele, restabelece o ph natural (é ligeiramente adstringente). O óleo de alecrim é bom para passar no corpo após o banho.

 

Ingredientes para Vinagre com Alecrim:

2 ramos de alecrim fresco

1litro de vinagre de vinho rosé

Coloque o alecrim na garrafa e acrescente o vinagre.

Tampe e deixe descansar por 2 dias, antes de iniciar o seu uso.

Guarde em temperatura ambiente.

 

Tônico facial de alecrim: 1½ xícara de água, 1 maço de alecrim, ½ dose de conhaque. Ferva o alecrim na mistura de água e conhaque por 15 minutos. Filtre e conserve em vidro escuro.

 

Para pele precocemente envelhecida: deixe 50gr de alecrim em infusão em 1 litro de água fervendo por 10 minutos. Coe, coloque em garrafa previamente esterilizada e use para fazer compressa no rosto após a limpeza. Conserve na geladeira.

 

As tradicionais águas de alecrim têm demonstrado a sua eficácia ao longo dos séculos. Conta-se que na Antiguidade Clássica era de bom-tom rainhas e princesas aprenderem a prepará-las, por ser considerada uma arte nobre.

Uso Externo

Este chá aplica-se diretamente no tecido cutâneo ou em compressas. Para suavizar e tonificar a pele, aplica-se com a nossa própria mão, pressionando para facilitar a sua absorção. Para aliviar dores, reduzir edemas e celulite, a prática de compressas revela-se mais eficaz. A sua aplicação continuada, durante 5 dias consecutivos, vai imprimindo a peculiar fragrância do alecrim e a sua acção salutar vai-se manifestando numa melhor tonicidade, suavidade e noutros sinais de rejuvenescimento.

O Alecrim parece ter a particularidade de “sintonizar” o nosso sistema imunológico, adequando as resposta às “solicitações” do organismo, pelo que temexcelentes resultados nas doenças auto-imunes.

Nota: para tornar o chá de Alecrim menos desagradável pode-se juntar, sempre, um pouco de erva doce… O chá com estas duas plantas é ótimo também para combater o mau hálito, mas não aconselhável a hipertensos…

Fontes: wikipédia

Enciclopédia Britânica

Herbário Aleph

Mais informações  SOBRE ESTA SANTA PLANTA

Você bebe regularmente chá de alecrim? Se a resposta for “não”, você está perdendo muito. Esse delicioso chá pode ser feito puro ou misturado a outras ervas.

Para fazê-lo é simples: uma colher de chá rasa para uma xícara de água ou uma colher de sopa para um litro. Ferva a água, apague o fogo e jogue a erva lavada dentro. Quando amornar, está pronta para beber.

 

Tome pelo menos uma xícara ao dia. Pode ser à noite, antes de dormir. O hábito de tomar chá é saudável. Minhas crianças adoram, sobretudo de alecrim, camomila, hortelã e erva-doce. Tomam puro, sem mel nem açúcar. Não dormem sem tomar um chazinho.

 

Veja os benefícios  do alecrim:

Ajuda a recompor o sistema nervoso após uma longa atividade intelectual.

Ajuda o corpo a assimilar o açúcar, por isso é ótimo para diabéticos.

É digestivo e sudorífero.

É excelente contra anemia, menstruação insuficiente e problemas de irrigação sanguínea.

É excelente contra resfriado e bronquite.

É indicado para tendinite e dores musculares.

É indicado para problemas no coração, como arritmia cardíaca.

É ótimo contra cansaço mental e estafa.

É ótimo contra perda de memória e aumenta a capacidade de aprendizado.

É ótimo para a saúde da pele e contra lesões e queimaduras.

É útil contra queda de cabelo e caspa. Nesses casos, pode-se beber o chá e enxaguar o cabelo com ele.

Equilibra a temperatura do sangue e de todo o corpo.

Estimula o metabolismo, agindo no fígado e melhorando a irrigação dos órgãos.

Fortalece o centro vital e age em todo o organismo.

Comments are closed.